‘Game of Thrones’ finalmente deu close em um pinto e foi pavoroso Pode fechar a porta porque eu nunca mais quero ver isso.

bscap0004

No episódio desse domingo, Game of Thrones finalmente fez o que estávamos esperando há anos. Não estou falando de Bran nem de Hodor nem de Sansa nem de Daenerys nem dos Caminhantes Brancos. Estou falando do pênis. Estou falando do close do modesto e desconhecido pênis do ator que interpretava Joffrey no teatro que nós e a pobre Arya fomos obrigados a ver em The Door, e que, junto com uma fala sobre verrugas, assinou o manifesto sobre a forma ridícula como série trata a nudez de seus personagens.

Apesar de ter sido território inexplorado para Game of Thrones, a exposição da genitália masculina naquelas proporções tem crescido como uma tendência recente na tevê. Claro que isso é só na tevê fechada – a única na qual é permitida – e ainda é um movimento discreto, mas que em 2015 sofreu um boom como nunca antes. Séries como OzBoardwalk Empire, Sex and the City, da HBO, Spartacus (Starz) e Weeds (Showtime) foram pioneiras na tentativa de desestigmatizar a nudez masculina, mas foram as recentes The Leftovers, Flesh and Bone, Outlander, Sense8, Shameless, Togetherness, The AffairBlack Sails, e Penny Dreadful que resolveram realmente deixar as picas das galáxias serem as estrelas do show.

Toda essa lista para dizer que infelizmente Game of Thrones não faz parte dela, e a julgar pela falta de reação a essa velha crítica, nunca fará. Vamos ser justos: a cena em The Door não foi a primeiríssima vez que um pinto fez uma participação especial na série. Mas agora vamos contemplar a injustiça da situação: em uma série na qual o sexo e a nudez são usados ou como recursos narrativos para provar o poder persuasivo do sexo e da nudez, ou como formas de preencher a cota fetichista, necessariamente bela, da HBO por sexo e nudez, um pinto verruguento só pode ser visto como uma piada cruel contra a igualdade de bolas (dois peitos por dois testículos, entendeu?). A cena não foi só mais gratuita do que todas as outras, mas também absolutamente insossa. Verrugas, pelo amor de R’hllor!

A regra parece transparente: enquanto as mulheres tiram a roupa para serem sexy ou para serem violentadas, rápidos flashs dos piupius servem só para fazerem rir. E fazerem os homens rir, porque, afinal, são piadas de homens, com homens, para homens. E enquanto vimos várias vezes as mulheres mais poderosas e importantes da série peladas, a HBO relega as rolas a personagens secundários, ou até mesmo completamente desconhecidos como foi o caso em The Door. Já vimos tantas vezes Daenerys, Cersei, Melisandre e Margaery nuas que daria para jogar uma partida de ligue os peitos à dona com tranquilidade, mas não seria tão fácil com o falso Joffrey, Hodor ou Theon. Onde Jaime, Jon, Tyrion, Loras ou Daario guardam suas verdadeiras fontes de poder? Bem escondidas atrás de muita roupa e muita acrobacia cenográfica.

Dez anos atrás, isso seria simples de compreender. A audiência da HBO era majoritariamente masculina, e ainda que essas aparições cômicas não sejam um convite para a audiência como a pagação de peitinho de mulheres maravilhosas, é completamente aceitável para um cara rir de um pinto menor que o dele sendo o alvo de uma piada (ou muito maior, como foi como foi com Hodor e a gigantesca prótese peniana). Mas em 2016, 42% dos espectadores de Game of Thrones são mulheres, muitas das quais já viram um pênis na vida e, sabe, HBO, sobreviveram para contar história.

Mostra a linguiça, Ramsey

Mostre sua linguiça, Ramsey

Muito da recusa de se mostrar corpos nus na tevê vem de uma cultura puritana que rejeita o sexo que se encaixa entre os extremos da pornografia ou do puro método de reprodução. A noção do que é um comportamento aceitável não se reflete só nos personagens, mas sobre quem conta suas histórias. Game of Thrones foi alvo de controvérsias pela representação da violência, muitas vezes aplaudida como brutalmente real e emocionalmente honesta, mas sua representação da sexualidade ainda parece rasa em comparação. Na quinta temporada, Loras protagonizou uma importante trama na qual foi condenado por ser gay. Desde então vimos Loras sofrer abusos verbais e físicos e ser humilhado por seus ditos pecados, sem ter visto uma única vez os membros dele ou do parceiro com quem ele aparecia na cama. O público tem que suportar a violência das consequências de seu crime, mas não a realidade crua do próprio crime, como se mostrá-lo também fosse um crime. Já passamos da Idade Média, HBO.

Se Game of Thrones for fazer a nudez relevante para o enredo, que não faça a falta de nudez masculina tão relevante a ponto de distrair. Se a série vai com tudo para a pornografia, que seja para satisfazer todos os gostos. Eu também quero ver homens maravilhosos pelados. E eu também quero rir. Game of Thrones não precisa parar com a nudez gratuita (ué, as vezes ela também é de graça na vida real), mas fazê-la universalmente satisfatória (isso talvez não inclua cópula equina como em Silicon Valley). Alguém comprou a ideia de que Melisandre cobriria mesmo o material de Jon Snow antes de mandar ele se levantar? Meu pau de óculos, vai.

Quem escreveu

Ana Carolina Nicolau
Uma caneca de café e um computador fazem meu mundo rodar. Criei o Take148 porque as consequências criativas da cafeína precisam ser compartilhadas. Eternamente dividida entre a televisão e o cinema. Tenho um diploma em Matemática, mas até agora ele só serviu pra me fazer parecer foda. Não que seja mentira.
  • Renã

    De fato já havia tido nudez frontal masculina na série, mas um close desses foi o primeiro. Não me causou estranheza nenhuma, só um susto com uma pirocada na tela sem aviso…

  • Cristiane Moro

    O norte se lembra uhsauhsaush É obvio que os meninos iriam se lembrar das vezes anteriores…É só perguntar… O que foi visto não pode ser desvisto :p

  • LILLY

    MEUS AMIGOS LEIAM O TEXTO ANTES DE DIZER QUEM MOSTROU OU NÃO O PÊNIS NA SÉRIE.

    • urso

      O título dá a entender que é a primeira vez… erro ou artifício sensacionalista? Deduz quem quer.

      • Léo Bouças

        “…finalmente deu um close…”
        Close mesmo não lembro de outra temporada ter feito isso!!

  • Não foi a primeira vez… também teve uma cena de sexo com o Theon…

  • urso

    A emissora já havia mostrado antes, cena explícita do próprio Hodor