O universo mágico do stop motion

1
1

A Noiva Cadáver (2005)

O stop motion é uma aclamada técnica de animação quadro a quadro. São utilizados modelos reais em diversos materiais, como massa de modelar e barro. Em seguida, são tiradas fotos dessas réplicas, uma por uma, em todas as posições necessárias. Depois, as fotos são colocadas em sequência, dando a impressão de filmagem.  É uma técnica extremamente complexa e, muitas vezes, são utilizados mecanismos de articulações bem trabalhados. Dessa forma, todo o material deve ser resistente e maleável, pois alguns filmes podem levar anos para serem finalizados.  Na maioria das vezes, são utilizados 24 fotos para cada segundo.

A técnica atrai a atenção das crianças, por causa da impressão de “desenho animado”.  O efeito gerado após a montagem das fotos em uma película é geralmente cômico.

Mary e Max (2009)

Mary e Max (2009)

Apesar de toda a tecnologia que existe atualmente, o stop motion não perdeu seu charme nem seu lugar no cinema, como vemos em A Fuga das Galinhas (2000).

Muitos filmes feitos em stop motion não têm o espectador infantil como público alvo, e sim o infanto-juvenil e o adulto.  Muitos dos temas abordados misturam situações do universo infantil e do adulto, como, por exemplo, A Noiva Cadáver(2005), Coraline (2009) e Mary e Max (2009).

Uma das técnicas mais utilizadas para dar a ilusão de movimento presente no stop motion é o claymation, ou clay-animation, que tem a massa de modelar, o barro ou plasticina, geralmente com arames flexíveis por dentro, dando a estrutura e a possibilidade de movimentação necessária à cena. Outra técnica é a brickfilm, que lança mão de peças de Lego. Até agora, apenas curtas-metragens foram feitos utilizando tal técnica, e todos podem ser encontrados no Youtube.

Apesar de trabalhoso e fascinante, stop motion recebe bem menos atenção do que merece. Todo o talento e esforço nem sempre são notados. São obras cinematográficas extremamente minuciosas, difíceis de serem produzidas.  Conseguir uma boa luminosidade ou um bom enquadramento de cenas é sempre um grande desafio mesmo para um diretor experiente.

Agora, o visual desses filmes é sempre magnífico. A singularidade dos projetos é de deixar qualquer um boquiaberto. A verdade é que a complexidade e a dificuldade de trabalhar com elementos tão precisos diminuem o número de diretores e produtores que se arriscam nessa linha.  Apenas cerca de 100 longas-metragens foram produzidos no mundo inteiro utilizando o stop motion.

The Boxtrolls (2014)

Os Boxtrolls (2014)

Este ano, será lançado no Brasil o  Os Boxtrolls, do mesmo estúdio que produziu Coraline. Sem data ainda de estreia, promete chegar em 3D. É bom lembrar que o Brasil já tem seu primeiro stop motion, Minhocas, lançado no ano passado,vencedor de 11 prêmios. Baseado em um curta-metragem homônimo e realizado com cerca de 600 mil fotos, o filme levou cinco anos para ficar pronto.

Quem escreveu

Vitória Araújo
Apaixonada por cinema desde criança – com coleções de VHS e DVD’s. Assiste pelo menos a um filme por dia, às vezes cinco. Acredita que o cinema é a junção de todas as artes, e é isso que o torna especial: a capacidade de transmitir emoções para o espectador por meio de uma tela. Fortalezense, fluente em inglês, encantada pelo cinema de Hitchcock e com uma paixão secreta por Lars von Trier; eclética que dói na alma. Dificilmente odeia, raramente ama um filme. Aprecia obras por inteiro e reconhece a dificuldade da realização de uma obra cinematográfica. Dirigiu diversas peças teatrais, mas sonha em dirigir filmes. Seu pai diz que ela irá morrer de fome com tal carreira tão arriscada, e atualmente ela não sabe o que fazer da vida.