8+1 filmes que provam que o Brat Pack comandou os anos 80

Judd Nelson, Emilio Estevez, Ally Sheedy, Molly Ringwald and Michael HallJudd Nelson, Emilio Estevez, Ally Sheedy, Molly Ringwald and Michael Hall

Hoje, 15 de fevereiro, a comédia Clube dos Cinco completa 29 anos desde sua estreia. O filme, que faturou US$ 51 milhões e está na lista da revista Empire como um dos 500 melhores filmes de todos os tempos, é o clássico que definiu as regras para os famosos contos de ensino médio. A década de 80 inteira foi marcante no gênero adolescente, e os atores mais requisitados, Emilio Estevez, Anthony Michael Hall, Rob Lowe, Andrew McCarthy, Demi Moore, Judd Nelson, Molly Ringwald e Ally Sheedy, acabaram apelidados de Brat Pack – em referência ao Rat Pack, grupo dos anos 50 e 60 liderados por Frank Sinatra. Aí vão as obras mais representativas do gênero, do período, e infelizmente, dessa turma, que nunca mais fez tanto sucesso.

The Breakfast Club

Clube dos Cinco
The Breakfast Club
De John Hughes, 1985

Hughes, o grande rosto dos teen movies, reuniu nessa comédia a maior parte dos Brat Packers, incluindo Molly Ringwald, Judd Nelson, Emilio Estevez, Anthony Michael Hall e Ally Sheedy. A história gira em torno de um sábado de detenção para cinco estudantes completamente diferentes. Os estereótipos são bem marcados em cada personagem e, impressionantemente, são os mesmos de hoje. Estevez é o atleta, Sheedy é a louca, Ringwald faz o estilo princesinha, Nelson vive o mauzão e Hall é o nerd. Apesar de se estranharem no início, ao longo do dia eles descobrem que tem muito em comum, uma lição que bem que poderia ter perdurado de lá para cá.

 

3

O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas
St. Elmo’s Fire
De Joel Schumacher, 1985

Primeiro desastre de Joel Schumacher, escrito e dirigido por ele, esse filme ajudou a definir o estilo do Brat Pack. Estrelando outra vez a turma quase completa, Emilio Estevez, Rob Lowe, Demi Moore, Andrew McCarthy, Ally Sheedy e Judd Nelson vivem jovens recém-formados na universidade que precisam se adaptar às dificuldades e decepções da vida adulta. A obra recebeu críticas tão violentas que rendeu um Framboesa de Ouro para Lowe e a alcunha de “brutalmente sem talento” para Schumacher. Mesmo assim, continua sendo uma pérola da época e definitivamente uma obra obrigatória para todo amante do gênero.

 

4

Sobre Ontem à Noite…
About Last Night…
De Edward Zwick, 1986

Demi Moore e Rob Lowe são Debbie e Danny, dois jovens que tentam fazer funcionar uma relação que começou com um casinho de uma noite, apesar da pressão dos amigos. O longa segue o relacionamento por seus altos e baixos durante um ano. Baseado na peça Sexual Perversity in Chicago, do dramaturgo e diretor David Mamet, o filme lucrou umas das bilheterias mais altas de 1986 e trouxe Moore e Lowe de volta aos holofotes, depois do desastre comercial do ano anterior, O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas.

 

74

Uma Questão de Classe
Class
De Lewis John Carlino, 1983

Apesar de anterior ao artigo da New York Magazine que cunhou o termo Brat Pack, esse filme foi o primeiro de Andrew McCarthy, e ele contracenava com Lob Lowe, o que o valida como um filme do Brat Pack. Quando o personagem de McCarthy, Jonathan Ogner, vai estudar em um internato, ele conhece seu colega de quarto louco, Skip, interpretado por Lowe. A confusão começa quando Jonathan tem um caso com uma mulher mais velha (Jacqueline Bissett), que depois ele descobre ser mãe de Skip. Sem se decidir entre comédia e drama, Uma Questão de Classe não recebeu muitas críticas favoráveis, mas foi o ponto de partida para McCarthy.

 

6

A Garota de Rosa-shocking
Pretty in Pink 
De Howard Deutch, 1986

Esse romance escrito por John Hughes estrela Molly Ringwald como Andie, uma garota pobre que se apaixona por Blane, um riquinho de sua escola, vivido por Andrew McCarthy. Eles tentam ficar juntos, mas sofrem represálias de seus respectivos círculos sociais. Ao lado de Andie está Duckie (John Cryer), seu melhor amigo, que devota sua vida a ela. Andie precisa de um parceiro para o baile de formatura, e apesar de querer ir com Blane, acaba aceitando o convite de Duckie. Como a maioria dos filmes de Hughes, a comédia romântica foi um sucesso e hoje é considerado um clássico cult, com inúmeras referência a ele na cultura pop.

 

7

Gatinhas e Gatões

16 Candles
De John Hughes, 1984

Primeira colaboração de Molly Ringwald e John Hughes, esse filme de descoberta da adolescência foca no dia do aniversário de 16 anos de Samantha, que parece ter sido esquecido por toda a família. Desapontada, Sam vai para a escola encontrar seu melhor amigo Ted, vivido por Anthony Michael Hall, e sonhar com seu príncipe encantado Jake (Michael Schoeffling), que infelizmente não está solteiro. Gatinhas e Gatões é considerado um dos melhores filmes de 1984, e suas performances foram muito elogiadas. Ringwald e Hall levaram Melhor Atriz e Melhor Ator no Young Artist Awards daquele ano, e foram a única dupla até hoje a vencer os dois prêmios pelo mesmo filme.

 

8

Vidas Sem Rumo
The Outsiders
De Francis Ford Coppola, 1983

Até Coppola ofereceu sua colaboração para os filmes do Brat Pack, apesar de conseguir os situar no seu assunto preferido, a rivalidade. Emilio Estevez e Rob Lowe estrelam essa adaptação do famoso romance homônimo escrito por S.E.Hinton. O longa segue Ponyboy Curtis (C. Thomas Howell) e sua gangue, os Greasers, na luta para serem respeitados pela gangue rival, os Socs. Além de Estevez e Lowe, o drama tinha um elenco de calibre, com Matt Dillon, Patrick Swayze, Tom Cruise, Ralph Macchio, Leif Garrett e Diane Lane.

 

9

O Rei da Paquera
The Pick-Up Artist
James Toback, 1987

Molly Ringwald é Randy e Robert Downey Jr, membro não oficial do Brat Pack, é Jack, um papel que foi escrito para Warren Beatty e quase ficou com Robert de Niro. Apesar de frequentemente esquecido, essa comédia romântica é um dos melhores filmes de Ringwald, no qual ele interpreta uma guia turística esperta e independente que, depois de ter um casinho com o conquistador Jack, começa a resistir às suas investidas. Não aguentando mais ser ignorado, Jack resolve ajudá-la a lidar com o pai alcoólatra. Downey Jr. é as vezes citado como membro por causa de suas participações recorrentes em filmes do grupo, como Mulher Nota 1000, Abaixo de Zero e Johnny Bom de Transa.

 

0

+ Curtindo a Vida Adoidado
Ferris Bueller’s Day Off
De John Hughes, 1986

Por ser dirigido por John Hughes e ter no elenco outros membros não oficiais, Jennifer Grey e Charlie Sheen, o clássico de Matthew Broderick pode ser considerado um filme com o espírito do Brat Pack. As aventuras de Ferris em seu dia de “folga” foram tão marcantes que ecoam ainda hoje no cinema atual e na mídia em geral. Se os Brat Packers são os atores dos anos 80, Hughes é definitivamente o diretor e Curtindo a Vida Adoidado é definitivamente o filme.

Quem escreveu

Ana Carolina Nicolau
Uma caneca de café e um computador fazem meu mundo rodar. Criei o Take148 porque as consequências criativas da cafeína precisam ser compartilhadas. Eternamente dividida entre a televisão e o cinema. Também tem coisa minha lá no Séries do Momento. Tenho um diploma em Matemática, mas até agora ele só serviu pra me fazer parecer foda. Não que seja mentira.