10 atores de um papel só (ou dois)

111

Durante conversas sobre filmes com amigos, em algum momento todos nós perguntamos: “Sabe aquele  ator? Aquele cara, daquele personagem  daquele filme?”  É assim: alguns atores são, e serão para sempre, lembrados  por um personagem em especial. Nesta lista, alguns exemplos que marcaram atores e personagens.
1 2

Daniel Radcliffe – Harry Potter

Toda a carreira de Harry Potter – ops, de Radcliffe – se baseia no bruxinho, que cresceu com o próprio ator, angariando uma coleção de fãs. Desde o último filme da saga de J.K. Rowling, Radcliffe procura mudar de ares. Já interpretou um advogado numa casa fantasmagórica (A Mulher de Preto, 2012) e, agora, filma como assistente do doutor Victor Von Frankenstein (Frankenstein, 2015). Mas tirar da memória o rosto de Radcliffe como Harry Potter vaiser missão quase impossível.

3 5

Ian McKellen – Gandalf e Magneto

Claro que McKellen é um ator de alto calibre, com duas indicações ao Oscar no currículo. Mas a fama veio mesmo com a interpretação inesquecível como Gandalf (trilogia Senhor dos Anéis e os Hobbit) e como Magneto (trilogia X-Men), um dos maiores vilões da Marvel. Escolher um dos dois personagens seria injusto, mas McKellen ainda dará vida a eles mais uma vez na última parte da trilogia do Hobbit (Lá e de Volta Outra Vez, 2014) e no tão aguardado filme dos X-Men, Dias de um futuro esquecido, ainda esse ano.

7 6

Johnny Depp – Jack Sparrow

O papel de pirata deu a fama de esquisito a Johnny Depp. Mas o que dizer? Ele interpretou os personagens mais esquisitos do cinema, principalmente nas suas parcerias com o mestre da esquisitice, Tim Burton. Mas nenhum foi tão memorável quanto o Capitão Jack Sparrow, que voltará em 2016 com Piratas do Caribe: Os Mortos Não Contam Histórias. Depp pediu US$ 60 milhões para fazer o quinto filme da série. Se assim for, esse será o papel mais bem pago da história.

8 9

Christopher Lloyd – Dr. Emmett Brown

O ator de teatro teve sua estreia no cinema na obra-prima Um Estranho no Ninho e, depois, trabalhou aqui e ali, inclusive na saga Jornada nas Estrelas. Mas Christopher Loyd se tornou um ícone quando deu vida ao gênio louco Dr. Emmet Brown, na trilogia De Volta para o Futuro. Uma pena que não voltará a interpretá-lo, mas sua extraordinária performance ficará na memória de todos.

10 11

Hugh Jackman – Wolverine

Quem diria que um ator de musicais australianos iria encarnar com incrível ferocidade um dos melhores super-heróis já criados… Claro que Jackman já fez outros filmes e até conquistou uma nomeação ao Oscar por Os Miseráveis, mas sua performance como Wolverine é ainda o maior símbolo de sua carreira. Um personagem que nós, os fãs, esperamos que nunca se separe de seu único ator!

12 13

Matt Damon – Jason Bourne

Damon ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original por Gênio Indomável (1997), pelo qual também concorreu a Melhor Ator. Em outras palavras, ele já era querido em Hollywood, conhecido por papéis como o do soldado Ryan (O Resgate do Soldado Ryan, 1998) e Linus Caldwell (Onze Homens e Um Segredo, 2001). Mas sua fama absoluta veio com Jason Bourne (trilogia Bourne). Um personagem do tipo James Bond da vida real. A performance do ator foi tão convincente que influenciou os filmes seguintes da saga 077, que mudaram de tom, ficaram mais sérios e mais realistas. Damon recusou o papel de Bourne para um quarto filme, mas este foi realizado mesmo assim (O Legado Bourne, 2012), mas sem o personagem título.

14 15

Harrison Ford – Hans Solo e Indiana Jones

Quem nunca ouviu falar do caçador de recompensas da galáxia, que tinha comomelhor amigo um monstrengo peludo, e ainda ficava coma princesa? E o professor de história, umaventureiro caçador de relíquias, mulherengo que só? Reconheceu? Se sim, foi graças a perfeita performance de Harrison Ford como ambos os personagens, que os tornou grandes ícones do cinema.

17 18

Andy Serkis – Gollum

Quem diria, não é mesmo? Um cara tão normal, fazer uma criatura simplesmente assustadora. Alguns devem pensar que é só computação gráfica e nenhuma performance. Então, vejam os extras no DVD ou os vídeos de gravações da trilogia Senhor dos Anéis e se surpreendam pela paixão e ferocidade que Serkis consegue transportar para Gollum. Sua voz seca e agoniante entrarána memória de cada um que o assistir. Pena que já vimos a última aparição do personagem (O Hobbit – Uma Viagem Inesperada), uma despedida mais do que formidável desse hobbit-canibal.

19 20

Anthony Perkins – Norman Bates

Só Hitchcock para pegar um ator de filmes dramáticos e comédias românticas e fazê-lo interpretar o mais lunático personagem de todos os tempos. Anthony Perkins fazia as pessoas rirem a gargalhadas e chorarem de emoção, mas em Psicose, fez todos terem pesadelos, com seus olhares e expressões perturbadoras. Norman Bates encantou o público e também o ator, que implorou aos estúdios para que o filme tivesse uma continuação. Seus pedidos foram atendidos, e ele o interpretou mais três vezes. Apesar de manter o olhar arrepiante, nenhuma das sequências superou a estreia do personagem. O preto e branco de Psicose tornou os olhos de Anthony Perkins algo para nunca esquecermos.

21 22

Sigourney Weaver – Tenente Ripley

Weaver tinha no currículo pequenos papeis em séries de tevê, uma participação em Noivo Neurótico e Noiva Nervosa, e a linda Dana Barret em Caça-Fantasmas. Mas foi graças a Ridley Scott e James Cameron que ela virou não só um ícone no cinema, mas um símbolo de força e inspiração feminina. A atriz teve uma performance tão fantástica em Aliens, o Resgate, que garantiu uma indicação ao Oscar e o papel em mais dois filmes da saga.  Ela ainda serviu de inspiração para outro personagem de Cameron, Sarah Connor (O Exterminador do Futuro, 1984). Na década de 80, fez também a heroína de Nas montanhas dos gorilas e, mais recentemente, Avatar. Mas nenhum personagem que veio depois de Alien chega aos pés da coragem sem limites de Ripley.

Quem escreveu

Raphael Georg
É um cinéfilo desde que se lembra de ser um ser humano. Ao longo dos anos começou a aprimorar sua atenção aos filmes para se tornar um verdadeiro crítico. Hoje ele hoje gosta de todos os gêneros possíveis, desde a amizade de um suricate com um javali e seu lema, Hakuna Matata, à um negro recitando Ezequiel 25:17 para um bando de garotos assustados. Ele apenas quer ver um filme transmitindo a sua arte e mágica da melhor forma possível.