9 filmes com ladrões decentes e roubos convincentes

1

Estamos “do lado negro da força “quando assistimos à esses filmes. Fazer pessoas boas gostarem de personagens desonestos requer talento e algum desprezo pelo tradicional. Mesmo alguns assassinos sem compaixão merecem nosso respeito, mas são os assaltos que nos deixam em posição confortável para admirar o mundo do crime sem nos sentirmos criminosos. Seja por charme, astúcia ou identificação pessoal, esses personagens fora da lei te levarão a repensar a noção de certo e errado, a rever traços de personalidade e, talvez, até a querer mudar de emprego.

 

poster1

 

Onze Homens e Um Segredo
Ocean’s Eleven
De Steven Soderbergh, 2001

Danny Ocean conseguiu reunir a quadrilha mais charmosa do cinema e, no primeiro de três filmes, ela se prepara para o modesto desafio de roubar três cassinos ao mesmo tempo. Cheios de truques, luxo e planos mirabolantes superinteligentes, Onze Homens e Um Segredo reflete bem a paixão de Soderbergh pelo crime elegante. Apesar da qualidade das continuações (Doze Homens e Outro Segredo e Treze Homens e Um Novo Segredo), são os onze primeiros que dão o tom da trilogia e mostram-nos que os bandidos também podem ser mocinhos.

 

poster2

 

Onze Homens e Um Segredo
Ocean’s 11
De Lewis Milestone, 1960

Pode ser surpresa para muitos que o filme de 2001 é, na verdade, um remake. O original foi estrelado por ninguém menos que Frank Sinatra no papel de Danny Ocean e também tinha um elenco de classe. Dessa vez os ladrões eram veteranos da Segunda Guerra e o objetivo deles era ainda mais irreal: roubar os cinco maiores cassinos de Las Vegas na noite de Ano Novo. Por ser um filme do Rat Pack, grupo de atores liderados por Humphrey Bogart, o Onze Homens e Um Segredo de 60 acabou virando um clássico, mesmo sem ter sido um grande sucesso de público e crítica.

 

poster3

 

Jogo Entre Ladrões
Thick as Thieves
Mimi Leder, de 2009

Rebobina, por favor. Se esse filme tivesse sido lançado em VHS, essa seria nossa reação quando os créditos começam a subir. Ninguém é o que dizia ser, e eles nos enganam do mesmo modo que enganaram o alvo do roubo. Morgan Freeman faz, como em outros filmes, o mentor genial, contando com a mão de obra de um criminoso novato, interpretado por Antonio Bandeiras, para fazer um último trabalho. Com uma pegada de comédia, Jogo entre Ladrões ensina uma lição valiosa: nunca confie em um ladrão.

 

 

poster4

 

Como Roubar Um Milhão de Dólares
How to Steal a Million
De William Wyler, 1966

Não é difícil se encantar por essa dupla de ladrões super inteligentes, e que dupla! Audrey Hepburn é Nicole, que convence Simon, personagem de Peter O’Toole, a roubar um museu de Paris, para livrar o pai dela de uma enrascada. Os dois tem que bolar um plano para burlar o sistema de alarme do museu e garantem boas risadas. A comédia romântica foi um sucesso absoluto de crítica e de público e ainda é um dos mais queridos filmes de Audrey.

 

 

poster5

 

Assalto ao Banco Central
De Marcos Paulo, 2011

É uma pena que a contribuição nacional para essa lista seja baseada em uma história real, pois seria mais fácil, e melhor, acreditar que a trama foi inspirada apenas em um roteiro muito original. Realmente, o segundo maior assalto à banco no mundo foi coisa de filme. Barão e seus comparsas não queriam violência: em vez de armas e agressividade, túneis e simpatia. Eriberto Leão interpreta Mineiro, o malandro bonitão que é a fachada da quadrilha. No drama, a incompetência da polícia só aumenta a competência do grupo. Uma ponta de moral nos impede de torcer para bandidos de verdade, mas basta um pequeno deslize para sermos convencidos.

 

poster6

 

Um Dia de Cão
Dog Day Afternoon
De Sidney Lumet, 1975

Inspirado no roubo do Chase Manhattan Bank em 1972, Um Dia de Cão teve seis indicações ao Oscar e levou Melhor Roteiro Original nas premiações de 76. Al Pacino e John Cazale vivem Sonny e Sal, os caras que bolam um assalto de dez minutos que acaba durando doze horas, com direito a reféns, o FBI e a cobertura nacional da mídia. O drama policial aparece em várias listas dos melhores filmes de todos os tempos, mas não agradou tanto ao verdadeiro criminoso que inspirou a história. Ele disse ser verdade somente 30% do que foi exibido no cinema.

 

poster7

 

Truque de Mestre
Now You See Me
De Louis Leterrier, 2013

Mágica sempre combinou bem com trapaça, e Truque de Mestre tem boas doses das duas coisas. Além do elenco de ponta e bons efeitos visuais, somos surpreendidos o tempo todo pelo brilhantismo dos truques e pela sincronia da equipe, que não cansa de fazer os policiais de bobos. Até o roubo de uma carteira é bem retratado, mas o assalto ao banco pode ser o mais elegante e high-tech que já vimos na telona. O filme foi um sucesso de bilheteria e já garantiu uma continuação para 2015.

 

 

poster8

 

Loucas por Amor, Viciadas em Dinheiro
Mad Money
De Callie Khoury, 2008

Diane Keaton, Queen Latifah e Katie Holmes mostram a força das mulheres nos negócios sujos. Elas trabalham na faxina de um banco e bolam um plano para roubar milhares de dólares em notas que estão para ser destruídas. Loucas por Amor, Viciadas em Dinheiro não convenceu a crítica americana, e é uma comédia sem grandes picos de genialidade criminal, mas vale a pena pela ousadia das assaltantes em uma história pouco convencional.

 

 

poster9

 

Segurem Essas Crianças
Catch That Kid
De Bart Freundlich, 2004

Bem antes de se aventurar pelo submundo dos vampiros, Kristen Stwart já se arriscava pelo submundo do crime infantil. No remake do blockbuster dinamarquês Klatretøsen, três amigos habilidosos em escalada, computação e mecânica resolvem assaltar um banco para pagar pelo tratamento do pai doente da garota. Apesar de ser destinado ao público infantil, Segurem Essas Crianças garante boas risadas e até surpreende em alguns momentos pela engenhosidade do grupo.

Quem escreveu

Ana Carolina Nicolau
Uma caneca de café e um computador fazem meu mundo rodar. Criei o Take148 porque as consequências criativas da cafeína precisam ser compartilhadas. Eternamente dividida entre a televisão e o cinema. Também tem coisa minha lá no Séries do Momento. Tenho um diploma em Matemática, mas até agora ele só serviu pra me fazer parecer foda. Não que seja mentira.